MAI/JUN de 2021

Planeta terra

 

Cumprindo a missão

em um mundo que padece

Queridos irmãos,
Graça e paz!

Os recentes conflitos envolvendo Israel e a Faixa de Gaza produziram muita apreensão aqui em nosso país de residência. Felizmente, os foguetes lançados pelo Hamas são limitados em seu poder de alcance. Os projéteis não são capazes de cruzar a fronteira e alcançar o nosso território. Contudo, em um país com uma população palestina estimada em mais de 60%, muita gente aqui viveu o conflito intensamente.

A nossa casa está localizada a uma distância de 600 metros da embaixada israelense. Com isso, ao longo do conflito, o nosso bairro foi palco de protestos diários e tomado por forças de segurança que trabalharam bastante para manter a ordem. O clima era de grande hostilidade e chegaram ao ponto de pintar lixeiras da rua com a bandeira de Israel. Além dos blindados que ocupavam os acessos do bairro, helicópteros sobrevoavam a área monitorando os manifestantes.

Uma das minhas alunas de inglês é de origem palestina e teve uma experiência familiar difícil durante a guerra. Alguns dos seus familiares vieram de Gaza para celebrar o Ramadã. Chegando aqui, tiveram a sua casa e a barbearia bombardeadas. Da noite para o dia, perderam a residência e o empreendimento que gerava o sustento da família. O desespero tomou conta deles. A família palestina ficou sem saber se se refugiava aqui ou tentava voltar para sua terra natal. O drama enfrentado pelos civis, tanto judeus como palestinos, foi o que mais nos sensibilizou durante os dias do conflito armado.

Conviver em um cenário com mais um país vizinho em guerra, somado à Síria e ao Iraque, gerou também aflição entre a população. Afinal, estamos falando de um contexto historicamente complexo e que já abriga uma das maiores populações de refugiados do planeta. O fato é que os recentes conflitos no Oriente Médio vieram reafirmar que vivemos em um mundo que padece de muitos males. Desse modo, desenvolver a tarefa da Grande Comissão (Mt 28.16-20), em nossa geração, é ir ao encontro de pessoas marcadas pelo sofrimento. Felizmente, as Escrituras dão testemunho de que Deus é capaz de conceder tesouros extraídos das trevas e riquezas retiradas de lugares secretos (Is 45.3), fazer rios saltarem da terra seca e abrir caminho nos desertos (Is 53.19). Portanto, podemos esperar que o Todo-Poderoso restaure as vidas mais arruinadas, transforme as situações mais improváveis e cure as dores mais profundas.

O Cristo tem muito a nos ensinar sobre sofrimento, pois apesar de todas as aflições que suportou, ele venceu, dando a própria vida para nos livrar da culpa, do medo e da vergonha do pecado. Revestido de toda autoridade, aquele que ressurgiu dos mortos nos convoca para repartir o evangelho, acolhendo os que sofrem, participando dos seus sofrimentos e repartindo com eles o consolo divino.

Quanto aos projetos aqui, os indicadores da pandemia recuaram mais uma vez e com isso algumas atividades estão sendo retomadas. A Vânia está bastante animada com o reinício das aulas na escolinha para crianças refugiadas. Havendo uma mudança no cenário desenhado pela pandemia, ela pretende se dedicar mais a esse trabalho.

Enquanto aguardamos o restabelecimento total das aulas presenciais, elaboramos uma agenda de visitas de famílias refugiadas que são atendidas pelo centro de desenvolvimento comunitário. O nosso desejo é desenvolver um relacionamento mais pessoal com cada família e criar um ambiente favorável para que as boas novas sejam compartilhadas com elas.

Seguimos juntos proclamando o evangelho e orando para que a paz de Deus alcance o coração de judeus, palestinos, jordanianos, sudaneses e tantos outros povos que ainda não experimentaram a paz que só em Cristo podemos desfrutar.

No Senhor,

Família Oliveira

Faça parte desta obra

A manutenção do nosso projeto missionário se dá por meio da contribuição voluntária de igrejas e pessoas físicas que amam a obra missionária.

Se o Senhor falar ao seu coração e você desejar investir em missões por meio das nossas vidas, por favor, entre em contato conosco e forneceremos todas as informações para que você seja um mantenedor do nosso ministério. Sua participação em nossa jornada será fundamental para continuarmos prosseguindo.

Você também pode participar de forma pontual, enviando-nos uma oferta especial através de uma das nossas contas bancárias:

Bradesco
Conta Poupança
Agência 0582-7
Conta 1008127-0

Banco do Brasil
Conta Corrente
Agência 1579-2
Conta 16946-3

PIX
Você também pode enviar a sua contribuição capturando a imagem do QR Code e colando o código de pagamento no seu ambiente PIX ou usando a seguinte chave PIX: Celular: +55 21 97187-1143.