MAR/ABR de 2021

Mãos

 

Flexibilidade num cenário de incertezas

 

Queridos irmãos,
Graça e paz!

No mundo inteiro, o avanço do coronavírus tem produzido um cenário marcado por inquietude, instabilidade e incertezas. Aqui em nosso país de ministério, já faz mais de um ano que estamos sendo forçados a reajustar expectativas e alterar a rotina das atividades. À medida que os números de contágio diário avançam ou recuam, novas medidas são tomadas pelas autoridades e nós vamos nos ajustando a elas. Desse modo, estamos experimentando um senso de identificação com alguns dos desafios que afetam a vida dos nossos amigos refugiados. Outro dia, um deles compartilhou:

Quando deixei o Sudão e me tornei um refugiado, pensei que esta condição de refúgio seria temporária. No entanto, faz sete anos que estou aqui e me sinto aprisionado. Não posso regressar ao Sudão porque a guerra ainda está em curso. Também, não posso seguir adiante porque, até hoje, nenhum país aceitou me receber em um processo de reassentamento. Portanto, não faço ideia de quando vou deixar essa situação.

Na ocasião em que enviamos a nossa última carta, o cenário aqui era totalmente diferente. Havíamos retomado as atividades presenciais e estávamos ampliando projetos. Contudo, o país foi alcançado por uma nova onda de contaminações e uma série de medidas restritivas foram adotadas. Com isso, tivemos que novamente suspender atividades presenciais, repensar o desenvolvimento do trabalho e reajustar as nossas expectativas. Diante de tantas mudanças, idas e vindas, estamos nos esforçando para sermos flexíveis a fim de evitarmos frustrações.

Com a suspensão das aulas de idiomas no centro de desenvolvimento comunitário, retomamos o envio de atividades online para a maioria dos alunos de inglês. No entanto, foi possível darmos início a uma classe presencial com duas jovens de origem palestina. A classe funciona no escritório de uma pequena empresa organizada por um dos nossos colegas de equipe. Também, estamos utilizando o momento para realizar visitas e aproveitar as oportunidades para compartilhar boas novas.

Os nossos amigos muçulmanos aqui estão observando o mês islâmico do Ramadã. Durante esse mês, eles jejuam durante todo o dia. O Ramadã é o mês em que eles acreditam que Maomé começou a receber a revelação do Alcorão. Ao longo do período do jejum, eles têm a expectativa de que receberão perdão de pecados, purificação e revelação divina. Vamos juntos orar para que eles recebam essas dádivas por meio da intervenção de Cristo em suas vidas. Junte-se a nós em oração.

Como família, vamos caminhando bem. Nenhum de nós foi contaminado pelo coronavírus ou teve alguma complicação de saúde nos últimos meses. Um aspecto desafiador é que as restrições impostas para tentar impedir o avanço da pandemia tornou a vida mais intensa para nós. Apesar da suspensão de atividades presenciais, a demanda de trabalho cresceu em função do aumento de atividades online. Desse modo, estamos nos esforçando bastante para conciliar todas as responsabilidades em três áreas importantes: família, trabalho e estudo. Infelizmente, o acúmulo de responsabilidades tem limitado a nossa capacidade de manter a nossa comunicação em dia. A esse respeito, somos gratos pela paciência e compreensão daqueles que têm interagido conosco nos últimos meses.

Sendo bem honestos, reconhecemos que acompanhar a situação da pandemia no Brasil a distância tem nos deixado angustiados. Em geral, as notícias que chegam não são boas e remetem, inclusive, ao falecimento de pessoas muito queridas. Quando pensamos em nosso próximo retorno ao Brasil, ficamos com o coração entristecido ao considerar a quantidade de pessoas que não encontraremos mais.

Também, estamos cientes de que a atual situação econômica no Brasil não é boa e que ela tem piorado com o avanço da pandemia. Por isso, louvamos a Deus pela vida de cada um que continua nos apoiando financeiramente, investindo no Reino através das nossas vidas. Saibam que além de uma fonte de apoio, vocês são exemplos de fidelidade e instrumentos de encorajamento para nós.

Tenham liberdade para compartilhar os seus motivos de oração conosco. Seguiremos daqui orando pelo Brasil, pedindo pela vida dos nossos parceiros e intercedendo por cada um dos motivos de oração que chega até nós.

Em Cristo,

Família Oliveira

Faça parte desta obra

A manutenção do nosso projeto missionário se dá por meio da contribuição voluntária de igrejas e pessoas físicas que amam a obra missionária.

Se o Senhor falar ao seu coração e você desejar investir em missões por meio das nossas vidas, por favor, entre em contato conosco e forneceremos todas as informações para que você seja um mantenedor do nosso ministério. Sua participação em nossa jornada será fundamental para continuarmos prosseguindo.

Você também pode participar de forma pontual, enviando-nos uma oferta especial através de uma das nossas contas bancárias:

Bradesco
Conta Poupança
Agência 0582-7
Conta 1008127-0

Banco do Brasil
Conta Corrente
Agência 1579-2
Conta 16946-3

PIX
Você também pode enviar a sua contribuição capturando a imagem do QR Code e colando o código de pagamento no seu ambiente PIX ou usando a seguinte chave PIX: Celular: +55 21 97187-1143.